Só que ao invés de mostrar backends cheios de códigos e sistemas de gerenciamento, esses caras resolveram mostrar uma perspectiva mais criativa da “parte de trás” dos seus sites favoritos: