Para quem trabalha com vendas, sabe o quanto é importante conhecer o comportamento do consumidor, entender o que as pessoas querem e como elas compram. Para chegar a essa fonte rica de informação, muitos profissionais de marketing estão se aprofundando cada vez mais no conceito do Big Data. Vamos entender melhor o que é isso:

Big Data é qualquer tipo de dado, grande o suficiente para que seja necessária uma ferramenta para analisá-lo, que pode ser extraído de algum lugar, principalmente da web. Ele se apresenta em formato de texto, vídeo, áudio e outros e tem o poder de revelar padrões do público-alvo, o que garante às empresas vantagens competitivas.

Ok, coletar um conjunto de dados não parece ser tão difícil assim. Basta utilizar ferramentas tecnológicas, como as plataformas de mineração. Porém, para que o Big Data se torne estratégico, é importante saber interpretar os dados. É preciso estruturar, separar, analisar, relacionar e estudar tudo.

Com essas informações em mãos, é possível obter uma série de insights sobre seu produto, marca ou serviço e utilizar até mesmo dentro da sua organização. Isso é essencial para criar uma boa experiência para o cliente, personalizando o atendimento e tornando o processo de venda mais assertivo. Conhecendo melhor o o que o consumidor quer, você poderá escolher produtos com maior lucratividade, estimar vendas, personalizar ofertas e direcionar melhor suas campanhas para clientes em potencial.

E quais os meios que o Big Data utiliza para coletar os dados? Através das redes sociais, como o Facebook, por exemplo. Essa rede armazena um volume muito grande de dados e eles podem ser coletados através do IP de um perfil. Existem ainda redes que coletam coordenadas de geolocalização por meio de dispositivos móveis, o que ajuda muito na hora de implementar estratégias promocionais.

Na próxima semana, iremos falar sobre o Analytics e como você pode utilizar essa ferramenta para começar a extrair dados!

Até lá!