Como falar em público sem medo

Levantar-se diante de um público para falar sobre qualquer coisa pode ser bastante intimidador para muita gente. Mesmo dominando o assunto, é comum nos sentirmos inseguros diante de uma situação onde seremos colocados no centro das atenções. A boa notícia é que qualquer um – sim, qualquer um mesmo – pode se tornar um bom orador. Ainda que uns tenham mais facilidade do que outros (e se você está lendo esse texto imagino que faça parte do segundo grupo), não existe timidez, nervosismo e nem mesmo fobia social que não possa ser controlada com a prática. Vamos a algumas dicas:

 

  1. Leve um roteiro de apoio

Confiar na memória nem sempre dá certo. Mesmo praticando várias vezes, o nervosismo pode atrapalhar na hora de verbalizar tudo aquilo que você passou horas preparando. É comum trocar as informações, principalmente se o conteúdo que você vai apresentar envolver números e dados. Para não correr o risco de deixar algo para trás, vale levar cartões de notas com palavras-chave que ajudem a memorizar os tópicos mais importantes; assim você não se perde na linha de raciocínio.

 

  1.  Utilize recursos audiovisuais

Existem estudos que provam que as informações transmitidas com o apoio de recursos audiovisuais durante palestras ficam gravadas na memória por 5 vezes mais tempo do que aquelas comunicadas apenas verbalmente. A utilização de recursos de  imagem e vídeo tem, no geral, 3 funções principais: destacar os conteúdos mais importantes, facilitar o acompanhamento do raciocínio e fazer com que os ouvintes memorizem as informações por tempo prolongado.

 

  1. Cuidado com a gramática!

Erros gramaticais durante uma apresentação podem ser fatais na hora de conquistar credibilidade. Já sabe o que vai falar? Escreva um texto base e dê uma boa revisada para não se confundir na hora. Fique atento a regras de concordância e conjugações verbais.

 

  1. Conheça seu público

Para quem você pretende expor suas ideias? Empresários? Educadores? Estudantes?

Cada público entende um tipo diferente de linguagem, e é função do comunicador adequar-se às necessidades de seus ouvintes. Pouco adianta preparar um texto cheio de termos técnicos para falar de um assunto que ainda não faz parte do repertório da maioria de sua plateia. O uso incorreto da linguagem pode criar ruídos na transmissão da mensagem e sua apresentação acabará ficando cansativa para quem assiste.

Entre em contato

Curitiba / Brasil
Av. Iguaçu, 2820 / Rebouças +55 41 3308 7571
Blumenau / Brasil
Rua Teófilo Otoni, 54 - Sala 404 - Vila Nova, Blumenau +55 47 3035-5465
Cali / Colômbia
Calle 4B #35A - 11, Barrio San Fernando +57 315-6076287